segunda-feira, 6 de maio de 2013

Jornada de Trabalho da PMMG


"Venho como eleitor, Cidadão e profissional e soldado da PMMG, falar desta nova lei sobre a carga horaria dos policiais militares, lei que muitos de nos sonhamos com uma carga justa e alguns de nos prefere esta lei ate mais que o aumento de salaria, afina do que adianta ganhar bem e não ter tempo para passar momentos de lazer com a família?. Pois bem, pelo que eu li o projeto inicial era de 40 horas semanais, agora o comando acrescentou 44 horas semanais. principalmente nos do interior sofremos muito pois com escalas especiais já chegamos a trabalhar ate 120 horas semanais sem folga, nossa profissão é a segunda mais estressante do mundo e perigosa, e com a alegação dos comandantes é que existe um claro grande de policiais e não da para ``aliviar´´ para os militares, com isso, incluindo a mim ha vários militares tratando com problema psicológicos e as vezes afastados do serviço, bem se nosso efetivo esta baixo, infelizmente não é problema da policia militar, e por isso não é justo ficar sacrificando por isso, a policia civil, também passa por problemas de efetivos e eles sano sacrificam seu agentes por isso, sera que só por que somos militares somo mais fortes e superiores a outros seres humanos?
a classe dos assistente sociais, que juntamente com os psicólogos por trabalharem em atividade estressante conseguiram por lei federal uma carga horaria de 30 horas semanais, poxa se nos somos a profissão mais estressando do mundo, por que trabalhamos sem limites? eu como vários militares faço tradamento por causa desta situação, de não ter tempo para mais nada a não ser policia, já sofri acidente em deslocamento, não tenho mais equilíbrio emocional, vivo extremamente irritado, perdi o meu curso  na Universidade Federal  por causa de escala apertadas.
Este novo projeto de minimo 40 e máximo 44 é uma absurdo, ficam enchendo agente com instruções toda semana sem qualquer fim, em horário de descanso, este horário a disposição da justiça, cada comandante entende de um jeito a respeito das folgas, já que a PMMG tem documentos que controlam isso, por que cada comandante segue o que quer? confesso que eu estou no meu limite, que solicito os senhores como nossos representantes, não deixe isso acontecer, estas leis e resoluções só beneficiam a administração e ao Estado, nada quanto ao militar, militares de cidades pequenas e Destacamentos, pedem socorro, e é em nome deles e de mim que peço revisão neste projeto, por que não colocar minimo 36 e máximo 40? nosso serviço é diferenciado, e estressante, nada mais justo compensar o militar para que tenha uma vida saudável, pois queremos reformar com saúde, e curtir nossa vida."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aviso: nossos colaboradores estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas. Ataques pessoais não serão, de maneira nenhuma, tolerados, e nos damos o direito de excluir qualquer comentário ofensivo, difamatório, calunioso, preconceituoso ou de alguma forma prejudicial a terceiros, de 15 em 15 dias excluiremos todos os comentários, porque o assunto já esfriou e não tem porque ficar aqui carregando o blog e deixando mais lento. A Renata não tem acesso aos comentários, ficando eu como administrador responsável por sua liberação. Renata responde apenas e-mails renatadoblog@gmail.com

- Seja educado. Estar escondido atrás de um computador não dá direito a ninguém de ser diferente do que seria frente a frente.

Seguir por e-mail