SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

sábado, 20 de agosto de 2016

Desabafo


DESABAFO: Ontem pude sentir na pele, os aborrecimentos que muitos da minha geração de policiais sente ao precisar do apoio da nova geração. Como estou pouco mais de cinco anos na reserva e ter servido em apenas duas unidades 1 bpm/22-Gate, estive ontem no primeiro batalhão, para registrar uma denúncia crime de ameaça (que envolvia um conhencido meu) apenas para registro posterior. Ao chegar na companhia, me identifiquei como sargento da reserva ao sentinela, que estava em uma cadeira sentado completamente descomposto e assim permaneceu, como se estivesse lidando com um civil qualquer (não que eu queria continência, mas fiz por merecê-la). O soldado apenas me indicou a sala de operações, onde um cabo x , falou que este tipo de ocorrência, so o Sgt poderia fazer. E pediu para eu grita pelo sgt pelo corredores da Cia.. Fiz um patrulhamento na cia. E tal graduado não foi encontrado. Diante o ocorrido o cabo me dispôs o computador para que eu mesmo fazer a ocorrência. Pedir para que o mesmo a fizesse, pois não tenho senhas e nem aceso ao sistema. Com muita má vontade, e declamando Sempre fez a ocorrência. No final de uma hora e dez minutos sair da Cia. e o tal graduado não apareceu. Pois pretendia conversar com ele. Fiquei aborrecido pois como policial fiquei envergonhado do tratamento, mesmo sendo apenas acompanhante. Sair com a triste expressão de que estamos (apesar de sermos militares)nos tornando paisanos fardados tal falta de postura e compostura, algo inimaginável sem punição no meu tempo. Pedir desculpas ao meu amigo e ficou a triste imagem de um combatente que honrou e honra esta PMMG. Todos seremos da reserva.