SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

Eu não nasci de uma Bandeira.


Eu não nasci de uma Bandeira; nasci com uma Bandeira, o que é diferente. Minha Bandeira é pela paz, pela igualdade, pela justiça, pela liberdade, pelo respeito, pela compreensão, pelos valores me ensinado. Eu não nasci de uma Bandeira; carrego uma, o que também é diferente. Minha Bandeira tem as cores da Pátria, mas também diversas outras que respeito. Mas a minha é a minha. Respeito amorosamente minha Bandeira. Jurei perante ela e nunca a virei as costas. Me orgulha e me emociona quando hasteada. Me entristece quando está a meio mastro, me tranquiliza quando é arriada, pois tudo ocorreu bem. Mas eu não nasci de uma Bandeira. Nasci com uma Bandeira, repito, o que é diferente. Nasci é de uma mulher honrada, que com muitas dificuldades me criou e a meus irmãos. Nos fez pessoas de bem. Por isso, se acaso outros sem Bandeira vier a me atacar, e a morte me tirar, não entregue à esta mulher uma Bandeira. Ela não me costurou...me gerou. Ela não entenderá que seu filho é representado por um pano colorido. Não. Ela não merece sentir a dor carregando o tecido no lugar de seu filho amado. Nenhuma mãe entenderá isso. Então enquanto é tempo, mudemos nosso pensamento, tenhamos atitude, cobremos e exijamos mudanças, para que eu, você, nós, não sejamos devolvidos debaixo de tiros, de som de corneta e de uma Bandeira dobrada que será guardada e nunca vista por representar dor. Não foi por isso ou pra isso que carreguei minha Bandeira. A protegi. A honrei.