SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

terça-feira, 16 de agosto de 2016

Financiamento da campanha de Pimentel é alvo de nova fase da Operação Acrônimo


A Polícia Federal deflagrou nesta terça-feira (16) a 6° fase da Operação Acrônimo, que investiga irregularidades na liberação de empréstimos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a construção de um aeroporto, em Sorocaba, interior de São Paulo.

Nesta fase, os policiais cumprem mandados judiciais em São Paulo e em Minas Gerais, os quais foram expedidos após delação premiada do empresário Benedito de Oliveira, o Bené — apontado como operador do esquema envolvendo o governador do Estado Fernando Pimentel (PT). A informação é da coluna “Expresso”, da revista Época.

Em delação homologada pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ), Bené afirmou que Fernando Pimentel teria feito lobbys pela empreiteira JHSF para que conseguisse instalar um aeroporto em Sorocaba — a operação foi intermediada pelo próprio Bené.

Os recursos para instalação do aeroporto, portanto, teriam sido liberados para a empresa JHSF, que os utilizou como financiamento da campanha do atual governador de Minas Gerais, conforme delação de Bené.

Na época em que o esquema foi executado, Fernando Pimentel era ministro Desenvolvimento, Indústria e Comércio do governo Dilma, além de presidir o conselho administrativo do BNDES.