SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

terça-feira, 23 de agosto de 2016

Inveja?


Antes de começar o post quero dizer que esse texto não é um recado para ninguém especificamente, não me inspirei numa pessoa, mas sim no que analiso lendo vários blogs e publicações em redes sociais.
Impressionante o número de posts e publicações em redes sociais de gente reclamando da inveja dos outros na sua vida. Sinceramente, ou sou um anti-modelo total, não invejado por ninguém, ou as pessoas estão vendo pelo em ovo, chifre em cabeça de cavalo, estão possuídas pela síndrome do sol, em que tudo gira em torno delas.
É sério! Não vejo uma pessoa sequer com inveja de mim! Estaria eu louca, ou cega??! A verdade é que as pessoas se preocupam com a vida do outro por alguns minutos, horas no máximo. Mas o que importa de verdade é o nosso eu, nele é que estamos focados, queiramos nós admitir ou não. Exceto se a pessoa tiver um problema psicológico qualquer de fixação doentia em alguém, ela vai se preocupar de verdade com a vida dela, com as frustrações dela, com o que falta nela. Se a pessoa transparece se incomodar com sua vida. Talvez não seja porque queira realmente sua vida, apenas quer consertar a vida dela e você é um espelho que mostra a impossibilidade dela nesse sentido.
Tem algumas pessoas que vivem brandando diariamente sobre a inveja dos outros. Lembrando que quando a gente se preocupa demais com um defeito no outro, algo daquele defeito está espetando dentro de nós mesmos. Se aquilo é motivo de sua atenção, é porque a coisa não tá tão bem resolvida assim dentro de você.
Claro que não estou querendo dizer que a inveja não existe! Evidente que existem os invejosos crônicos que se empenham em minar a vida alheia. Mas quero levantar a questão que talvez não existam tantos invejosos como se pensam. Talvez estejam deturpando demais os fatos, ou interpretando tudo como se o mundo estivesse focado na gente, enquanto definitivamente não é assim. Cada pessoa se preocupa muito e de verdade com sua própria vida. Se algo no outro a está incomodando, não é pelo outro, é por causa dela mesmo.
Na real o que lidamos diariamente é com as frustrações do outro! O que as pessoas chamam de inveja, chamo de frustração! As impossibilidades da pessoa são de tal proporção, que aquilo transparece e transborda para o coletivo. E algumas pessoas interpretam isso como inveja. Acham que todos estão querendo a vida dela, quando na verdade a criatura só quer consertar a sua própria vida e não consegue.
Quando alguém se sente invejado demais, não estaria ele focando demais no outro? Aí sim o foco é o outro e não a sua própria vida! É um caso a se pensar.