SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

terça-feira, 2 de agosto de 2016

Mineiros ficam confusos com nova lei estadual que proíbe porte de armas brancas


Muita gente ainda tem dúvidas sobre a nova lei estadual que proíbe o porte de armas brancas em Minas Gerais. Até que tudo se esclareça, a população terá que encontrar uma forma de trocar suas facas, canivetes e estiletes usados como ferramenta de trabalho ou para legítima defesa por outras com lâminas inferiores a dez centímetros – tamanho máximo permitido. Quem for flagrado descumprindo a legislação poderá ser multado em R$ 2,7 mil.

A lei tem causado muita polêmica e deixado os mineiros confusos. “Eu uso (arma branca). Eu saio de casa 5h, ponto do ônibus tá dando assalto e eu não vou andar armado? Vou até medir o meu estilete aqui”, disse o vendedor de cigarro Jurandir.

Já o sapateiro Edson de Souza também reclamou na nova legislação, já que precisa da faca para trabalhar. “Como eu trabalho de sapateiro aqui eu uso muito as facas. Sem elas não tem jeito de trabalhar”, ponderou.

De acordo com o capitão Flávio Santiago, chefe da sala de imprensa da PM, haverá bom senso por parte dos policiais durante a fiscalização. “O mais importante é as pessoas entenderem que o policial militar, o encarregado de aplicar a lei, ele conhece, ele sabe diversificar aquele que é um trabalhador, por exemplo, um técnico em eletrônica, que tem na sua caixa uma faca e que utiliza essa faca para um corte de fios, de alguém que está com uma faca na cintura na Praça Sete”, explicou o capitão.