SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Polícia prende traficante e fecha 1º laboratório de ecstasy de Minas


A Polícia Civil prendeu um homem de 37 anos, conhecido pelo apelido de “DMX”, que é um dos principais traficantes de drogas sintéticas de Belo Horizonte. A prisão dele também resultou no fechamento do primeiro laboratório de produção de ecstasy de Minas Gerais. O caso foi apresentado à imprensa nesta quarta-feira (24).

DMX foi preso em casa, na capital mineira, na última sexta-feira (17). No imóvel foram localizados 5 kg de matéria prima para a confecção de ecstasy, que daria um lucro de R$ 1 milhão, além de uma porção de maconha, cinco balanças de precisão e duas prensas produzidas pelo próprio suspeito.

O criminoso também tinha punções metálicas com a marca “DMX” para a marcação dos comprimidos, um centrifugador industrial, uma máquina para embalagem a vácuo, um microcomputador e três veículos, sendo um  VW/ Amarok, Fiat/Bravo Turbo T-Jet, um Hyundai/ i30.

Por meio da assessoria de imprensa, o delegado Artur Alberto Neves Vieira informou que quando os policiais chegaram à residência, o homem tentou fugir, mas foi localizado em uma outra rua.. Ao ser questionado em relação às drogas, ele confessou ser dono do material e afirmou que fornece ecstasy para todo o Estado.

Ainda pela assessoria, o delegado Kleyverson Rezende afirmou que o que mais chamou a atenção foi o fato de todo o material ser produzido na casa do homem.

DMX, que já tinha antecedentes, por tráfico de drogas e possuía um mandado de prisão em aberto, por uma condenação de 15 anos, foi encaminhado ao sistema prisional.