SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

sábado, 20 de agosto de 2016

Rio-2016 admite que precisa de R$ 200 mi de dinheiro público para fechar contas


"Vai depender de como iremos em frente em relação à venda de ingressos. Estamos muito mais confiantes do que estávamos antes. Dependendo disso e dos patrocínios, vamos ver quanto vamos precisar", disse Andrada. "R$ 200 milhões, se fosse hoje. Posso dizer isso. Mas não é possível ainda saber exatamente."

O comitê já afirmou várias vezes que se orgulhava do fato de não precisar de verba pública. Apesar disso, o COI (Comitê Olímpico Internacional) exigiu que o poder público desse garantias de que cobriria um eventual deficit do comitê organizador.

A lei do Ato Olímpico autorizou a União a cobrir esse rombo —o que foi revogado no ano passado. Estado e Prefeitura do Rio também deram essa garantia.

Andrada afirma que "seria melhor ter feito a Paraolimpíada sem ajuda do dinheiro público, mas a gente não está desviando o que era de outras áreas. Já era um compromisso do dossiê de campanha".

O comitê organizador ainda negocia com empresas públicas e de economia mista para tentar aportar recursos nos Jogos.

A Petrobras, que havia se negado a apoiar o evento, retomou conversas em busca de um acordo.