SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

terça-feira, 27 de setembro de 2016

O novo fuzil do Exército Americano, com projéteis inteligentes


O mais impressionante nestes “militares (US Army, Marines, etc...), que não deixam ninguém para traz” é a preocupação em preservar a vida dos combatentes. Tem o mais duro treinamento, tipo “suor poupa sangue”, mas em combate equipam com o melhor tanto ativa como passivamente os combatentes com o melhor equipamento e armamento disponível. O custo não importa desde que a missão seja cumprida e que as baixas sejam as menores possíveis. Acho que aprenderam isso com a reação pública às baixas no Vietnan, que nos últimos anos era extremamente impopular. Nós por aqui, nunca aprendemos com nossos erros. Pelo contrário, varremos para baixo do tapete e fazemos de conta que não existiram. Pena...

PCL

XM25 - O novo fuzil do Exército Americano, com projéteis inteligentes.

Veja o vídeo no link abaixo:

http://www.gamevicio.com/i/noticias/109/109934-rifle-xm25-tem-municao-explosiva-controlada-por-computador/index.html

Não há esconderijo possível para o fuzil que usa projéteis radio-controlados
​Com esta arma mudam as regras do jogo já que, ao ser disparado, o projétil procura o seu objetivo onde este se encontre, seja atrás de uma barreira ou dentro de uma trincheira.
Informa-se que este fuzil será utilizado pela primeira vez pelas tropas americanas no Afeganistão ao final deste mês. O fuzil XM25 usa projéteis / granadas programados para explodir quando percorram uma distância determinada, atingindo o alvo onde quer que ele esteja. O XM25, com o novo sistema de ataque a objetivos ocultos, pode alcançar uma distância de 2.300 pés (701,04m), possibilitando atingir objetivos que antes estariam fora do alcance de fuzis convencionais.
A mira do fuzil usa um telêmetro laser que determina a distância exata onde se encontra o objetivo, depois o mesmo soldado pode acrescentar 3 metros para que o projétil atravesse a barreira e exploda por cima ou por baixo do inimigo.
Os soldados agora poderão usá-lo contra franco-atiradores protegidos em trincheiras, sem necessidade de apelar para o ataque aéreo.

O cartucho de 25mm contém um chip que calcula a distância pelo número de giros do projétil ao sair da arma, já que esta é estriada.

O Ten. Cel. Cristopher Lehner, chefe do projeto deste sistema, descreve esta arma como única e já prevê que outros países tratarão de copiá-la.
Lehner declarou à Fox News: “Com esta arma acabamos com os inimigos escondidos. As táticas atuais terão que ser revisadas. Os inimigos não terão outra opção do que correr”.

Os experts creem que com este fuzil as tropas inimigas estarão expostas onde quer que se escondam.

O XM25 parece a arma perfeita para o enfrentamento em meios urbanos a que estão submetidas as tropas americanas no Afeganistão, onde só se fazem visíveis ocasionalmente, quando vão disparar. O telêmetro laser calculará a distância onde se encontra escondido o inimigo e então o atirador acrescentaria um metro usando um pulsador próximo ao gatilho. Quando disparado, o projétil explosivo é capaz de atravessar um metro de parede e explodir com a potência de uma granada de mão em cima do inimigo.

O chefe de projetos para novas armas do exército americano, Douglas Tamilio, disse: “Este é o primeiro salto à tecnologia avançada que pudemos desenvolver e implementar. Você pode disparar um míssil Javelin que custa US$ 67.000 ou esses novos cartuchos inteligentes custam somente US$ 25 cada um. Esta é uma arma que muda as regras do jogo. Nas táticas usadas durante milhares de anos se empregou o recurso do ataque desde esconderijos ou emboscadas. Bom, agora não poderão mais fazê-lo. Vamos destruí-los nos seus esconderijos e só terão duas saídas, fugir ou ser alcançados por um desses projéteis inteligentes”.

O fuzil inicialmente usará cartuchos de alta capacidade explosiva, mas seus fabricantes afirmam que no futuro poderiam usar cargas explosivas mais reduzidas, com o objetivo de aturdir ou ferir o inimigo em lugar de matá-lo.