SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

terça-feira, 18 de outubro de 2016

COM A PALAVRA; O SENHOR COMANDANTE GERAL DA PMMG

Prezado Policial militar,
Neste momento, quero me dirigir a você para falar sobre alguns temas
relevantes.
Na condição de Presidente do Conselho Nacional de Comandantes Gerais
das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares (CNCG), na última semana
participei de um evento na Europa, onde tive a satisfação e o prazer de filiar as
polícias militares do Brasil à FIEP, organização que congrega as Gendarmes e
polícias militares da Europa e do Mediterrâneo, além de outras, como as PMs do
Chile e da Argentina.
Essa viagem, que foi integralmente custeada pelo CNCG e pela FIEP (não
recebi nenhuma diária e nenhum outro recurso do Estado) abre as portas para as
polícias militares de todo o Brasil às mais modernas tecnologias e metodologias de
emprego operacional. Agora, de maneira mais consistente, poderemos enviar
policiais militares aos diversos países membros para conhecerem e depois
difundirem aos seus pares procedimentos certificados por organismos internacionais
e que lá são adotados. É um grande passo para uma Polícia Militar cada vez mais
eficiente e reconhecida pela sociedade brasileira.
Não obstante, temos aqui grandes desafios a serem vencidos. O País passa
por um momento político e econômico muito sensível. Muitos estados brasileiros,
inclusive o nosso, vêm enfrentando dificuldades para honrar seus compromissos
financeiros com fornecedores e, principalmente, com o funcionalismo público.
O parcelamento do salário afeta a todos nós, indistintamente. Além disso, a
inflação corrói o nosso poder de compra. No âmbito nacional, enfrentamos e
haveremos de enfrentar uma série de ameaças às nossas prerrogativas.
Conseguimos, os Comandantes Gerais, por meio do CNCG, ao lado da FENEME
(Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais) e dos
parlamentares federais militares, alterar o texto original do PLP 257, que previa a
proibição de os estados concederem reajustes salariais e realizarem o pagamento de vantagens aos servidores pelo período de 24 meses. Outra batalha haveremos
de travar durante a tramitação desse projeto no Senado.
Aproxima-se agora a reforma da previdência e precisamos, mais do que
nunca, lutar juntos, nessa que será uma das maiores dificuldades a serem
enfrentadas.
Nossas entidades de classe estão se preparando para reivindicar a garantia
de nossos direitos por parte do Estado. Como Comandante-Geral, não fujo às
minhas responsabilidades para com todos os senhores e senhoras. Juntamente
com o Chefe do Gabinete Militar e o Chefe do Estado Maior, levei pessoalmente ao
Governador do Estado minhas preocupações e as do Alto Comando em relação ao
parcelamento do salário, à reposição da inflação e ao pagamento do 13º salário.
Disse a ele que entendo as limitações do Estado, mas que este também deve estar
sensível às dificuldades que enfrentamos.
Gostaria de salientar que sou filiado a três entidades de classe e fico feliz ao
constatar que elas estão fazendo aquilo que sempre espero que façam na luta pela
manutenção de nossas prerrogativas. Apenas espero que ajam de forma ordeira,
sem causar prejuízos à sociedade mineira que tanto merece e precisa do melhor de
todos nós.
Prezado Policial militar, não se deixe levar por pessoas oportunistas.
Algumas nasceram do caos e dele se alimentam. Agem como vermes, que se
nutrem da carne podre e a tudo e a todos querem enfraquecer.
Precisamos de um Comando fortalecido, de entidades de classe maduras e
conscientes da necessidade de uma luta constante e responsável pela manutenção
de nossas prerrogativas, além de parlamentares comprometidos não com os seus
interesses pessoais e eleitoreiros, mas unicamente com o bem-estar daqueles que
os elegeram.
Neste momento em que 12 milhões de brasileiros estão desempregados,
precisamos agir com prudência e responsabilidade. Não podemos gerar uma imagem negativa na sociedade, já tão fragilizada, contra a classe dos militares
estaduais. É esta sociedade que, ao final, irá legitimar-nos como Instituição.
Sejamos os verdadeiros sustentáculos e força de exemplo para o povo mineiro.
Juntos somos mais fortes!
(A)MARCO ANTÔNIO BADARÓ BIANCHINI, CORONEL PM
COMANDANTE-GERAL