SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Escolha do candidato a prefeito de BH



Olá, pessoal!

No próximo domingo, vamos decidir quem vai governar nossa cidade pelos próximos quatro anos. Como cidadão e eleitor de Belo Horizonte, vou expor algumas preocupações. 

Vamos decidir quem vai sentar na cadeira de prefeito, que vai ter uma procuração para comandar os destinos da nossa cidade, como também tomará decisões muito importantes em nosso nome. Todos nós quando vamos votar, devemos escolher o melhor candidato, o mais preparado, e avaliar as qualidades da pessoa que será o nosso representante. O candidato escolhido deve ser uma pessoa honesta e confiável, preparada para o cargo e, acima de tudo, uma pessoa equilibrada para saber tomar decisões em nome de dois milhões e meio de moradores que tem em BH.

Neste segundo turno, temos dois candidatos: João Leite se encaixa em todos estes requisitos. Ele é sério, honrado,  trabalhador, confiável e preparado para o cargo, pois tem muita experiência na vida pública.

Já as informações que tenho do outro candidato são muito preocupantes. Ele é um cidadão que não paga IPTU há 16 anos e possui uma dívida, apenas desse tributo, de 450 mil reais. Você sabia que esse candidato é empreiteiro de obras públicas? Ele é dono de empreiteiras que tiveram contratos milionários com a Prefeitura de Belo Horizonte, que devem 132 milhões de reais de FGTS  de seus funcionários. Essas empreiteiras têm 143 ações trabalhistas, 65 condenações na Justiça do Trabalho e 2.386 títulos protestados, sendo um deles de um dono de uma pequena lanchonete no valor de R$1.200,00 e nao paga. Ele foi denunciado pelo Ministério Público e condenado a mais de 3 anos de cadeia porque descontou INSS do salário dos seus empregados e não repassou para a previdência, apenas “embolsou” o dinheiro. 

Ao mesmo tempo, possui quatro motos importadas na garagem, uma Land Rover e, agora, para nosso maior espanto, depositou em sua conta de campanha, do seu próprio bolso, R$ 2.200.000,00. É isso mesmo, dois milhões e duzentos mil reais. Enquanto isso, não paga o FGTS do seu antigo funcionário, o vigilante, Geraldo Francisco da Silva, que trabalhou por cinco anos em sua empresa.

Por fim, não pagou uma multa aplicada pelo Ministério Publico do Trabalho, no valor de 5,5 milhões de reais, depois da morte de um empregado, no dia 30 de setembro de 2004, devido à falta de manutenção nas máquinas, como também de equipamentos de proteção individual. É uma pessoa com este caráter que você quer para ser prefeito de Belo Horizonte?

Uma pessoa assim merece sua confiança? Seu respeito e seu reconhecimento?

É muito simples! Vamos deixar de lado os partidos que os apoiam, bem como Aécio Neves, Anastasia, Vittorio Medioli, dono do jornal O Tempo e do Instituto de pesquisa “CP2 Data Tempo”, e o Governador do Estado, Fernando Pimentel, do PT. Vamos comparar apenas os dois cidadãos, Alexandre Kalil e João Leite. 

Faça a comparação e, com certeza, saberá em quem você vai votar no próximo domingo. Eu e minha família já escolhemos: vamos com João Leite - 45.

Abraços,
Sargento Rodrigues