SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

quarta-feira, 19 de outubro de 2016

PM apreende adesivos que fazem referência a ligação de Kalil com o PT


A Polícia Militar (PM) apreendeu, na noite desta terça-feira (18), adesivos sem Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) com referências negativas ao candidato a prefeito de Belo Horizonte Alexandre Kalil (PHS). De acordo com a PM, duas mulheres foram flagradas, depois de uma denúncia anônima, colando adesivos na região da Praça Sete, no Centro da capital.
O material faz referências a ligação do candidato com o Partido dos Trabalhadores (PT). O G1 entrou em contato com o candidato e aguarda retorno. Durante a campanha, Kalil tem criticado, principalmente, os partidos PSDB e PT, que estiveram e estão à frente da administração de Belo Horizonte e do Governo de Minas Gerais há muitos anos. Ele também crítica a coligação entre os dois partidos na campanha de 2008, quando o prefeito Marcio Lacerda (PSB) foi eleito pela primeira vez,
A PM informou também que sete pessoas foram relacionadas no boletim de ocorrência e levadas para a Polícia Federal junto com o material apreendido. Ainda segundo a PM, uma das mulheres disse que confeccionou os adesivos por iniciativa própria.
Uma das suspeitas detidas é representante de um dos movimentos de direita em Belo Horizonte que organizou protestos pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e tem feito campanha a favor do candidato João Leite (PSDB) nas redes sociais. O G1 tenta contato com o movimento.