,

,

Receba publicações por e-mail

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

.

Pacto de Desassociação em Massa chega de da dinheiro para associações pelegas

sexta-feira, 21 de outubro de 2016

POLÍCIA AMBIENTAL DIVULGA BALANÇO DA “OPERAÇÃO ARARAUNA”


Na tarde desta sexta-feira (21), durante coletiva de imprensa conjunta da Polícia Militar de Minas Gerais, Polícia Civil e SEMAD, foram divulgados os resultados da “Operação Ararauna”, desenvolvida no período de 17 a 21 de outubro de 2016, em Montes Claros e outros municípios do norte de Minas.

A Operação teve o objetivo de fiscalizar locais de apanha, caça, comércio e cativeiro de animais da fauna silvestre brasileira em municípios de atuação da 11ª Cia PM Ind MAT.  

Participaram da Operação 40 militares da Polícia Ambiental (11ª Cia PM Ind MAT), 33 fiscais da SEMAD e 04 agentes da Polícia Civil, sendo empenhadas 33 viaturas.

Durante as diligências foram fiscalizados 88 alvos, sendo apreendidas 604 aves mantidas em cativeiro de forma irregular e realizada a prisão de 25 pessoas pela prática de crimes ambientais. As prisões foram realizadas nas cidades de Montes Claros, Janauba, Jaíba, Juramento, Guaraciama, Bocaiuva, Japonvar, Lontra, Mirabela, São Francisco, Espinosa, Januária e Francisco Sá.

Ainda, foram aprendidas 07 armas de fogo e realizadas blitz em locais estratégicos com elevado fluxo de veículos.

Em razão das diligências foram lavrados 78 boletins de ocorrências, 51 autos de fiscalização e 56 autos de infrações, totalizando R$ 409.324,95 em multas.

Os pássaros apreendidos em condições de retorno para o habitat natural foram encaminhados para Áreas de Soltura de Animais Silvestres – ASAS. Os demais foram destinados  para o Centro de Triagem de Animais Silvestres - CETAS em Belo Horizonte para fins de tratamento, adapatação e soltura no ambiente natural.

Nota-se que a fauna silvestre brasileira vem sendo alvo de agressões praticadas pelo homem como a captura, manutenção ilegal em cativeiro e maus tratos. Ações desta natureza geram declínio nas populações de animais silvestres e consequente perda da diversidade biológica. Neste cenário, a Polícia de Meio Ambiente em conjunto com os demais órgãos continuarão a desenvolver ações, a fim de garantir a preservação da fauna.