SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

Policial Civil foi morto por engano em comemoração eleitoral, diz PC


A Polícia Civil apresentou nesta quarta-feira (5) Antônio Carlos Teixeira Batista, de 25 anos, e Rafael Pereira Fonseca, de 26, que são apontados como os assassinos do investigador Fabrício Heron, morto em uma comemoração eleitoral em Cristália (MG) no domingo (2). Segundo as investigações, ele foi atingido por engano. As buscas começaram logo após o crime e terminaram nessa terça-feira (4), por volta das 21h30.
“Durante a comemoração da vitória ocorreu um desentendimento e o Rafael foi agredido por terceiros. Ele procurou pelo comparsa confundiu o policial civil com o agressor e determinou para que Antônio efetuasse disparos contra o investigador”, explica o delegado regional Jurandir Rodrigues. Os dois homens e o policial faziam parte do mesmo grupo político.