SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

quarta-feira, 5 de outubro de 2016

"Segurança é farda na rua", defende João Leite em entrevista ao EM


“Não aceito o rótulo de defensor de bandidos, porque já defendi a população de Minas Gerais e coloquei em risco minha família e minha vida.” O candidato a prefeito João Leite (PSDB) subiu o tom às críticas apontadas por leitores do Estado de Minas sobre a relação dele com os direitos humanos e a segurança pública. O tucano respondeu, ao vivo, nos estúdios do jornal em Belo Horizonte, aos questionamentos dos nossos seguidores, em entrevista exclusiva, transmitida ao vivo nas redes sociais e nos sites do em.com.br e do Portal Uai.

Vários leitores do jornal, em todas as plataformas interativas, citaram aquela questão como ponto fraco do candidato. “Fico indignado quando alguém fala isso. Soltaram presos para me matar”, disse, em referência ao período em que presidiu uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) sobre a fuga do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beiramar. A participação e engajamento dos leitores colocaram a tag #JoaoLeiteNoEm entre os trending topics, os assuntos mais comentados do Twitter. A entrevista teve mediação da repórter Flávia Ayer e do editor do Portal Uai, Benny Cohen.

Sobre a segurança pública, João Leite também citou propostas: “Uma cidade desorganizada e mal iluminada é violenta. Nova York fez isso muito bem. E nós precisamos de um novo projeto de iluminação pública para Belo Horizonte. Vamos também fazer uma série de treinamentos para a Guarda Municipal para capacitar e treiná-los com comunicadores. Segurança pública é farda na rua.”