,

,

Receba publicações por e-mail

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

.

FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE MILITARES DO INTERIOR DE MINAS GERAIS!

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

ENSAGEM DO COMANDO – INTERVENÇÃO DO BPCHQ EM MANIFESTAÇÕES NA PRAÇA DA ASSEMBLEIA


Prezado policial militar,
Ontem, dia 9 de novembro de 2016, a Polícia Militar foi acionada para intervir num confronto entre manifestantes do MST e os denominados “Patriotas”, na Praça da Assembleia, em Belo Horizonte. Militares do BPChq, de serviço no local, realizaram intervenção técnica compatível e conseguiram conter os mais de 800 manifestantes presentes.
Em seguida, os deputados Sargento Rodrigues e João Leite procuraram a equipe policial, alegando terem identificado o grupo de agressores aos manifestantes do “Patriotas” e requerendo a prisão de tais pessoas.
Avaliando o cenário, os riscos e, sobretudo, considerando a supremacia de forças dos manifestantes em relação ao efetivo policial militar, a entrada da tropa para capturar supostos cometedores de crimes contrariaria os protocolos de atuação e foi desaconselhada.
A orientação ao BPChq era de, em caso de necessidade, atuar para a “dispersão” de manifestantes, não para se infiltrar no meio deles, haja vista a indivisibilidade como princípio.
As vítimas das mencionadas agressões receberam a devida atenção por parte dos militares do BPChq e foram conduzidas até uma guarnição do 1º BPM, que lavrou o REDS de nº 14171183. Com os ânimos contidos e os agressores devidamente identificados, inclusive por meio de fotografia, os militares encerraram a ocorrência na delegacia.
Hoje, surpresos, nos deparamos com a manifestação do Deputado Sargento Rodrigues, postada em seu blog, colocando-se CONTRA os policiais militares que atuaram naquele evento. De maneira absolutamente questionável, o parlamentar se insurge contra seus companheiros e critica veementemente a atuação policial, caluniando o Tenente que se achava no comando da tropa de choque, ao acusá-lo do crime de prevaricação.
O parlamentar, em sua sanha de atacar o governo do estado, não poupa sequer seus irmãos de farda e a respeitável Instituição em que serviu por vários anos. Com o propósito de angariar a simpatia de manifestantes, preferiu fazer críticas infundadas aos profissionais de serviço, sem se preocupar em compreender as implicações contidas no processo decisório.
Numa analogia incabível, relacionou o fato ocorrido ontem com as manifestações em Ouro Preto – no dia 21 de abril – e a intervenção policial efetivada naquela oportunidade.
O Comando da Polícia Militar lamenta as injustas críticas de que são alvos os seus policiais e manifesta apoio aos profissionais que, naquele momento e nas 24 horas do dia, trabalham dentro da legalidade e da ética, para promover segurança pública com seriedade e compromisso.
(a) MARCO ANTÔNIO BADARÓ BIANCHINI, CORONEL PM
COMANDANTE-
GERAL