,

,

Receba publicações por e-mail

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

.

FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE MILITARES DO INTERIOR DE MINAS GERAIS!

sábado, 26 de novembro de 2016

'Hasta siempre, Fidel!', afirma em nota ex-presidente Dilma Rousseff


Ex-presidente cubano morreu neste sábado (26) aos 90 anos.
Para Dilma, Fidel foi 'visionário' e buscou América Latina 'unida e forte'.

Fidel morreu à 1h29 (hora de Brasília) deste sábado. A informação foi divulgada pelo seu irmão Raúl Castro em pronunciamento na TV estatal cubana.

Para a ex-presidente, Fidel foi "uma das mais influentes expressões políticas do século 20" e "visionário que acreditou na construção de uma sociedade fraterna e justa, sem fome nem exploração, numa América Latina unida e forte".

De acordo com Dilma, o ex-presidente cubano soube "unir ação e pensamento, mobilizando forças populares contra a exploração de seu povo" e conseguiu se tornar um ícone para a juventude ao redor do mundo.

Na nota, ela declara os "mais profundos sentimentos" à família de Fidel e ao povo cubano. Ao final, fez uma saudação: "Hasta siempre, Fidel!", acompanhada da reprodução de um poema do dramaturgo e poeta alemão Bertolt Brecht.

Dilma Rousseff visitou o líder cubano Fidel Castro duas vezes.

A primeira visita foi em 31 de janeiro de 2012 em Havana. Na ocasião, além de Fidel, Dilma também conversou com Raúl Castro, e visitou as obras do porto de Mariel, nos arredores de Havana, executadas pela empreiteira brasileira Odebrecht. O empreendimento contou com empréstimos do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O segundo encontro, também em Havana, aconteceu em 27 de janeiro de 2014. Na oportunidade, Dilma participou de uma cerimônia de inauguração do porto com Raúl Castro e criticou o bloqueio econômico imposto pelos Estados Unidos à ilha, cujo fim já foi pedido pelo presidente norte-americano Barack Obama.

“Mesmo sendo submetido ao injusto bloqueio econômico, Cuba gera um dos três maiores volumes de comércio do Caribe”, disse Dilma na época.

Com a saúde debilitada, Fidel não foi ao evento no porto de Mariel, mas conversou pessoalmente com Dilma sobre o assunto.

Segundo o site oficial Cubadebate, Dilma ainda expressou sua satisfação com o trabalho dos cubanos que integraram o programa federal Mais Médicos.

Nota de Dilma
Leia a íntegra da nota de Dilma Rousseff sobre Fidel Castro:

Sonhadores e militantes progressistas, todos que lutamos por justiça social e por um mundo menos desigual, acordamos tristes neste sábado, 26 de novembro. A morte do comandante Fidel Castro, líder da revolução cubana e uma das mais influentes expressões políticas do século 20, é motivo de luto e dor.

Fidel foi um dos mais importantes políticos contemporâneos e um visionário que acreditou na construção de uma sociedade fraterna e justa, sem fome nem exploração, numa América Latina unida e forte.

Um homem que soube unir ação e pensamento, mobilizando forças populares contra a exploração de seu povo. Foi também um ícone para milhões de jovens em todo o mundo.

Meus mais profundos sentimentos à família Castro, aos filhos e netos de Fidel, ao seu irmão Raul e ao povo cubano. Minha solidariedade e carinho neste momento de dor e despedida.

Hasta siempre, Fidel!
Dilma Rousseff

“Hay hombres que luchan un dia y son buenos;
Hay otros que luchan un año y son mejores;
Hay quienes luchan muchos años y son muy buenos;
Pero hay los que luchan toda la vida,
Esos son los imprescindibles”.

Bertold Brecht


FONTE... G1.globo