SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

"Meu time é Polícia Mitar FC". Brinca soldado atingido sem querer pelo técnico do grêmio



O soldado Irlano Rosa, do Batalhão de Polícia de Choque, viveu segundos de fama após o terceiro gol do Grêmio no Mineirão

O soldado Irlano Rosa, do Batalhão de Polícia de Choque, teve alguns segundos de fama na noite de quarta-feira, no Mineirão. Na comemoração do terceiro gol gremista, Renato Portaluppi chutou um copo d'água que acabou atingindo despropositadamente o policial de 33 anos. Resultado:

— Após o jogo, tinham mais de 380 mensagens no WhatsApp, de amigos brincando e dizendo que me viram na televisão. Inclusive amigos do interior de Minas, onde minha família mora — conta.

Leia mais:
Jornais mineiros criticam Atlético-MG após derrota para o Grêmio
"Eu sou espelho do meu grupo, da nossa torcida", diz Renato Portaluppi
VÍDEO: gremistas mandam recados para Pedro Rocha

Trabalhando em partidas de futebol há sete anos, Irlano comenta que a maior curiosidade era o que havia conversado com o ídolo tricolor. Ele garante que a conversa foi simples.

— Logo após o chute, ele imediatamente veio até mim pedir desculpas. Disse "desculpa, foi sem querer. Me desculpe".

Na imagem da televisão, após ser acertado pelo copo plástico praticamente vazio, o soldado ri e cumprimenta Renato amistosamente. A reação gerou suspeitas de torcedores em relação ao clube do coração do policial, que nasceu no Rio de Janeiro e aos três anos foi morar em Rio Pomba, no interior de Minas Gerais. Porém, ele afirma:

— Sou Polícia Militar Futebol Clube.


Soldado atingido por Renato relata enxurrada de mensagens e brinca:
Osoldado Irlano Rosa, do Batalhão de Polícia de Choque, teve alguns segundos de fama na noite de quarta-feira, no Mineirão. Na comemoração do terceiro gol gremista, Renato Portaluppi chutou um copo d'água que acabou atingindo despropositadamente o policial de 33 anos. Resultado:

— Após o jogo, tinham mais de 380 mensagens no WhatsApp, de amigos brincando e dizendo que me viram na televisão. Inclusive amigos do interior de Minas, onde minha família mora — conta.

Trabalhando em partidas de futebol há sete anos, Irlano comenta que a maior curiosidade era o que havia conversado com o ídolo tricolor. Ele garante que a conversa foi simples.

— Logo após o chute, ele imediatamente veio até mim pedir desculpas. Disse "desculpa, foi sem querer. Me desculpe".

Na imagem da televisão, após ser acertado pelo copo plástico praticamente vazio, o soldado ri e cumprimenta Renato amistosamente. A reação gerou suspeitas de torcedores em relação ao clube do coração do policial, que nasceu no Rio de Janeiro e aos três anos foi morar em Rio Pomba, no interior de Minas Gerais. Porém, ele afirma:

— Sou Polícia Militar Futebol Clube.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aviso: nossos colaboradores estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas.Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

- Seja educado. Estar escondido atrás de um computador não dá direito a ninguém de ser diferente do que seria frente a frente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.