SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

O outro nome de Minas ainda é "liberdade"



Tancredo Neves (o Neves das causas democráticas), da sacada do Palácio da Liberdade, em um discurso histórico, declarou: “O outro nome de Minas é liberdade!”. Sim. Liberdade herdada dos aimorés, que povoaram as Minas Gerais e resistiram à colonização, e hoje é defendida por maxacalis, xacriabás e outros povos nativos. Do sonho resgatado por Chico Rei e tantos negros, que se organizaram em centenas de quilombos. De Felipe Camarão, Tiradentes e muitos outros inconfidentes. “Libertas”, dístico identitário de nossa bandeira, mesmo que tardia.

Liberdade ameaçada pelos que, inconformados com a derrota nas urnas, promoveram o golpe no Brasil e querem repeti-lo por aqui. Não se atrevem a dizer, mas ter vencido as eleições é o “crime” que imputam ao governador Fernando Pimentel. Tinham Minas como capitania hereditária e tentam retomá-la a qualquer preço.

Coube à Assembleia Legislativa autorizar ou não o Superior Tribunal de Justiça (STJ) a abrir processo contra Fernando Pimentel. A resposta será “não”, com certeza, pois não há acusação de crime de responsabilidade praticado no exercício do cargo de governador, inexistindo, portanto, razão constitucional que o impeça de cumprir o mandato conferido pelo povo mineiro.

Não tenho dúvidas de que o pretendido processo carece de fundamentos legais, mas é bom esclarecer que não compete ao Legislativo apurar e julgar. Seu papel, neste momento, é decidir sobre a necessidade de abertura imediata do processo, sendo do Poder Judiciário a prerrogativa do julgamento. E ele ocorrerá, é claro. A ação judicial terá continuidade tão logo termine o mandato do governador, sendo, inclusive, suspensos os prazos de prescrição. Frustrada a tentativa de golpe, tudo será devidamente esclarecido, e é desejo de Pimentel que isso aconteça.

O governador nada teme, pois não há qualquer prova contra ele. O que existe são acusações baseadas em procedimentos investigatórios ilegais e arbitrários, os quais estão sendo contestados judicialmente.

A oposição, no entanto, de forma inconsequente, não mede esforços para atingir seus objetivos. Parece pouco se importar com a grave situação financeira do Estado, que pode ser ainda mais agravada por crises políticas desnecessárias, afetando todo o esforço de saneamento das contas públicas empreendido até então. O momento exige responsabilidade, e estou certo de que a maioria no Parlamento mineiro terá essa compreensão.

Sim. A liberdade continua viva no sopro do vento das montanhas de Minas. Está no Parlamento, que dirá “não” ao retrocesso institucional no Estado, com a convicção da inocência do governador. É a mesma liberdade que impulsiona, em todo o país, os movimentos contra o desmonte da educação e dos direitos sociais, de luta pela cultura, por terra e moradia. Permanece naqueles que ainda não perderam os ideais de justiça, igualdade e fraternidade. A todos estes conclamamos a estar presentes à Assembleia Legislativa para, em nome dessa liberdade, dizerem “não” ao golpe.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Aviso: nossos colaboradores estão expressando suas opiniões sobre o tema proposto, e esperamos que as conversas nos comentários sejam respeitosas e construtivas. O espaço abaixo é destinado para discussões, para debatermos o tema e criticar ideias, não as pessoas por trás delas.Política de moderação de comentários:
A legislação brasileira prevê a possibilidade de se responsabilizar o blogueiro pelo conteúdo do blog, inclusive quanto a comentários; portanto, o autor deste blog reserva a si o direito de não publicar comentários que firam a lei, a ética ou quaisquer outros princípios da boa convivência. Não serão aceitos comentários anônimos ou que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa. Comentários sobre assuntos que não são tratados aqui também poderão ser suprimidos, bem como comentários com links. Este é um espaço público e coletivo e merece ser mantido limpo para o bem-estar de todos nós.

- Seja educado. Estar escondido atrás de um computador não dá direito a ninguém de ser diferente do que seria frente a frente.

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.