.

.

,

,

Receba publicações por e-mail

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

.

.

.

Pacto de Desassociação em Massa chega de da dinheiro para associações pelegas

terça-feira, 8 de novembro de 2016

'Pimentel é cacique, preciso dele', diz prefeito eleito de BH Alexandre Kalil


O prefeito eleito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), diz negar a política, mas, desde que saiu vitorioso nas urnas não faz outra coisa. "Só hoje (segunda-feira), falei com 30 vereadores”, afirmou, quando questionado sobre seu futuro relacionamento com o Legislativo municipal.

A exemplo do que indicou na primeira entrevista após ser eleito, Kalil tem deixado claro de que lado está na política mineira - mais próximo do grupo do governador Fernando Pimentel (PT) e distante do senador e ex-governador Aécio Neves (PSDB).

Questionado sobre Aécio, Kalil recorre ao seu estilo contundente sem freios nas palavras. "Não adianta quererem que eu vá lá lamber o saco de Aécio que não vou. Aécio para mim não tem a menor importância. Tratam Aécio como se fosse Deus", afirmou o prefeito eleito ao Estadão.

O senador, apesar de ter aparecido raras vezes na campanha de João Leite, depositou seu capital político na campanha derrotada. Kalil não quis comentar o vídeo postado nas redes sociais pouco antes do segundo turno cujo conteúdo sugere ameaças. Ele chama Aécio de "príncipe" e diz que é preciso "cuidado que o príncipe vai para a gaiola".

O prefeito eleito não quis, por exemplo, explicar quem é "Bidu", citado no vídeo. "Ele (Aécio) sabe quem é", disse, evitando outros comentários. "O que está no vídeo está lá. É ver e tirar as conclusões", acrescentou.