,

,

Receba publicações por e-mail

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

.

FEDERAÇÃO DAS ASSOCIAÇÕES DE MILITARES DO INTERIOR DE MINAS GERAIS!

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Assento de Moro ao lado de Aécio Neves foi aleatório, diz revista

Postado por: Narley Resende

Como resposta à repercussão de fotos em que o juiz federal Sérgio Moro aparece em aparente descontração ao lado do senador Aécio Neves (PSDB-MG), o diretor de redação da Revista IstoÉ Mario Simas Filho garante que a escolha pela disposição dos convidados no palco do evento de premiação “Brasileiros do Ano” não foi pré-definida.

Como juiz responsável pelas ações penais da Operação Lava Jato em primeira instância, Moro foi colocado numa “saia justa” ao ficar ao lado do senador tucano citado em delações das empreiteiras Odebrecht e OAS. Aécio é investigado por sua atuação na CPI dos Correios e por supostamente ter recebido propina da estatal Furnas, mas não na Lava Jato. O senador nega ter cometido irregularidades.

Mario Simas afirma que a premiação é um evento social e não houve escolha política na disposição dos convidados. “Se convida todo mundo e o palco é formado pelos homenageados e autoridades. Isso é completamente aleatório, não tem nenhuma leitura política isso. Até porque não se sabe nem quem realmente vai”, destaca.

Sergio Moro é constantemente vinculado a interesses políticos por julgar processos de primeiro grau relacionados a desvios na Petrobras e, por isso, interromper depoimentos que citam políticos com foro privilegiado. Há também críticas por métodos de atuação, como no caso da autorização à condução coercitiva do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e na publicação de áudios em que a ex-presidente Dilma Rousseff dialoga com Lula.

A interação de Moro com Aécio foi vista como provocação e municiou os críticos ao trabalho do juiz federal e de oposição ao PSDB. Flagrantes do instante de confraternizaçãoviralizaram rapidamente na internet.

A polêmica poderia ter sido evitada se não houvesse a disposição de manter os dois próximos no evento. “De um lado está o Aecio e do outro está o nosso diretor de editorial. Poderia estar ao lado da Ludmilla e da Grazi”, garante o chefe de redação da IstoÉ. “Esse evento existe há 17 anos. É uma solenidade que homenageia quem, no nosso entender, são mais se destacaram em suas áreas de atuação”, explica.

O jornalista Ricardo Boechat, que também foi premiado na categoria Brasileiro do Ano na Comunicação, comentou sobre o caso na rádio BandNews FM na manhã desta quarta-feira (7). “Quem acha que esse tipo de imagem configura algum tipo de possibilidade do Moro aliviar o lado do Aécio ou, eventualmente, do Temer se a boiada de um ou de outro passar na frente dele tem que me dar elementos probatórios dessa suspeita. ‘Pau que tem batido em Chico também tem batido em Francisco’, disse Boechat ao lembrar das investigações sobre Eduardo Cunha, Sérgio Cabral entre outros políticos.

A assessoria de imprensa do juiz federal Sérgio Moro foi procurada, mas o juiz ainda não se manifestou.

Paraná Portal