,

,

Receba publicações por e-mail

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Delatora acusa mulher de Pimentel de embolsar sobra de campanha



A mulher do governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel (PT), é acusada de ser a destinatária de sobras da campanha do petista em 2010, quando concorreu ao Senado. Segundo Danielle Fonteles, que fez delação premiada, a jornalista Carolina Oliveira recebeu mais de R$ 100 mil de sua empresa, a agência Pepper – incluindo aí dinheiro de campanha. Essa empresa prestava serviços para o PT e, em 2010, fez a campanha digital de Pimentel.

A Polícia Federal já descobriu, na Operação Acrônimo, que a Pepper recebeu caixa dois na campanha de 2010. Funcionava assim: empresas interessadas em doar para Pimentel às escuras bancavam o pagamento direto à Pepper, que havia sido contratada pela campanha. Era uma maneira de financiar Pimentel sem prestar contas à Justiça Eleitoral.

Continue lendo >>>