,

,

Receba publicações por e-mail

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

SOLUÇÃO EMPRÉSTIMOS

.

Pacto de Desassociação em Massa chega de da dinheiro para associações pelegas

terça-feira, 6 de junho de 2017

Minas Gerais ruma para a ruína financeira, mas Pimentel se nega a ajustar contas

Mesmo com as contas em frangalhos, o governador Fernando Pimentel recusa socorro federal e não apresenta uma solução de longo prazo para a crise

 | 
Luís Lima
Publicamente, ele se posicionou contra algumas das contrapartidas exigidas no texto, sobretudo a privatização da Cemig,  companhia de energia elétrica, e outras medidas de redução de gastos. "Se para fazer ajuste nós tivermos que cortar serviços públicos, estou fora”, disse, em entrevista recente ao jornal Valor Econômico, do Grupo Globo.
Os estados mais endividados do país passaram a ter expectativas melhores com a aprovação, em maio, da lei de recuperação fiscal. O texto suspende o pagamento das dívidas com a União por três anos, prorrogáveis por mais três, desde que sejam adotadas medidas de austeridade, como redução de incentivos tributários, congelamento de concursos e aumentos de funcionários públicos estaduais e  privatização de estatais. Entre os meses de abril e maio, os governadores do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão (PMDB), e do Rio Grande do Sul, José Ivo Sartori (PMDB), fizeram um intenso corpo a corpo com deputados em Brasília para a aprovação do acordo. Fernando Pimentel (PT), governador de Minas Gerais, segundo estado mais endividado do país, não participou da romaria.