O estudante Felipe Lunardi, de 32 anos, foi condenado a 10 anos e quatro meses de prisão em regime fechado por ter atropelado e matado o policial Denilson Geraldo de Oliveira, de 40 anos, do Batalhão da Polícia Militar Rodoviária, que estava em serviço, em abril de 2009. O acidente foi na BR-356, no bairro Belvedere, na Região Centro Sul de Belo Horizonte. Felipe, que estava embriagado, foi condenado  por homicídio simples com dolo eventual (quando a pessoa não tem intenção, mas assume o risco).